sábado, 30 de abril de 2011

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Desejo, vontade, necessidade, urgência de misturar nossos olhos, numa única cor.


quinta-feira, 28 de abril de 2011

Eu tinha uma vontade louca de mudar minha vida
e apostar na tua até a última ousadia
queria mesmo que você revirasse minha rotina
e enchesse de purpurina o ceú do meu quarto
que você viesse no impulso para me assaltar
me mostrar o perigo de encontrar alguém
e dentro desse alguém, o amor.


Tenho aprendido que tudo tem jeito, 
o tempo é remédio pra tudo, 
vivendo e aprendendo. 
Por aí.


Por isso eu te peço

Me provoque. me beije a boca. me desafie. me tire do sério. 
me tire do tédio. vire meu mundo do avesso.



Eu não sei como arrumar e nem sei se tem ajuda pra isso. 
Mas meu corpo inteiro se revolta quando gosto de alguém.


Porque eu só preciso de pés livres, de mãos dadas e olhos bem abertos. 


As pessoas dizem que o amor é cego por que elas não sabem o que é o amor. 
Só o amor tem olhos. Além do amor, tudo é cego.



Aquilo que se faz por amor está sempre 
além do bem e do mal.



quarta-feira, 27 de abril de 2011

terça-feira, 26 de abril de 2011

Eu preciso sentir que você ainda sente, eu preciso que o seu coração dê um choque no meu, eu preciso saber que seu peito ainda aperta um pouco quando eu vou embora e se espalha como borboletas nas veias quando eu chego.


segunda-feira, 25 de abril de 2011

Você pode cometer todo tipo de erro, mas enquanto for generoso, verdadeiro e firme, não fará mal ao mundo, nem sequer o perturbará seriamente.


domingo, 24 de abril de 2011

Se o cara não reconhece a perola que tem em você, 
não é você que não presta pra ele, 
mas ele que não é bom o suficiente pra você!


É assim que é o abraço: coração com coração, tudo isso cercado de braço.


O amor tem o poder de prolongar as distâncias. Os passos perdem a pressa. Chegar não é o mais importante. O encanto está no ir. Um ir eterno, sem destino, sem tréguas. Um chegar que não chega nunca.


segunda-feira, 18 de abril de 2011

Já não sou a mesma, como você também não é. Endureci um pouco, desacreditei muito das coisas, sobretudo das pessoas e suas boas intenções. Dar um role em cima disso não vai ser nada fácil. E as marcas ficarão. Quero muito te amar e me encontrar contigo. Mas não sei se conseguiremos, eu tenho medo.



Nem de amores eu morreria,

Porque eu gosto mesmo é de viver deles.




domingo, 17 de abril de 2011

sábado, 16 de abril de 2011

Abdômen bem resolvido?
Peitoral bem resolvido?
Pernas bem resolvidas?
Prefiro algum homem que tenha o coração bem resolvido.



Eu brinco de mocinha, mas eu sei ser bandida. Eu pareço macia, mas eu sei ser tempestade. E as minhas ameaças são singulares, porque eu não gosto de repetir qualquer outro assunto que não seja amor.


Eu riria sem motivo e você perguntaria porque, 
eu não responderia, saberíamos.



sexta-feira, 15 de abril de 2011

Estaria, entretanto, mentindo se não dissesse que, aqui dentro, ainda me corrói uma pequena curiosidade. Pois não é todo dia que uma pessoa não vai e não liga, é? As pessoas guardam esses grandes vacilos para momentos especiais, não guardam? Então, eis a minha única curiosidade: você às vezes pensa nisso, como eu penso? Com um suave aperto no coração? Ou será que você foi apenas um idiota que esqueceu de ir?



Ele parece alto num primeiro momento, mas se você olhar direito, tem o charme cafajeste de quem vê o mundo mais de baixo. Não tem jeito aquela boca cortada, seus olhos são de uma profundidade quase cansada. Vai saber o que ele tem, nem ele sabe. Mas tem. Nem posso dizer que tentei evitar, pois já descobri que se você evitar a vida, ela acontece do mesmo jeito.



O que tem de ser, tem muita força. Ninguém precisa se assustar com a distância, os afastamentos que acontecem. Tudo volta! E voltam mais bonitas, mais maduras, voltam quando tem de voltar, voltam quando é pra ser. Acontece que entre o ainda-não-é-hora e nossa-hora-chegou, muita gente se perde. Não se perca, viu?



quinta-feira, 14 de abril de 2011

É preciso falar dos amigos
É preciso falar de nós dois
É preciso falar de estar vivo
E do que nos espera depois
É preciso falar de carinho
É preciso falar de calor
E ouvir sua voz na batida
Contando segredos
É preciso falar
É preciso falar da saudade
É preciso falar da paixão
É preciso falar de ser livre
E querer segurar sua mão
É preciso brindar o destino
É preciso gritar começou
Se jogar nessa dança na vida
Sem medo do escuro
Impossível não falar de amor
É preciso falar
A verdade
Cada vida tem a sua estrada
Acredite no poder das palavras
Diga assim, essa noite vem
Deixa o sol nos levar amor
Deixe os planos, a próxima parada
É preciso falar, Jota Quest.
Vou ser feliz, sem me importar com o que isso irá causar aos outros… o importante é que não estou fazendo mal a ninguém, pelo contrário! Estou apenas enterrando as impurezas e toxinas da minha vida e deixando brotar uma bela e frutífera árvore.



Podemos demorar bastante para perceber o óbvio: 
coração fechado já é dor, por natureza, 
e não garante nada, além de aperto e emoções mofadas.


Não sei porque está assim, simplesmente deve ter algum culpado 
por eu ter me transformado nessa pessoa que desacreditou do amor!


Porque ainda sou muito pequena diante da grandeza da vida.


terça-feira, 12 de abril de 2011

Dedico aos meu amigos

Amigo, para mim, é só isto: é a pessoa com quem a gente gosta de conversar, do igual o igual, desarmado. O de que um tira prazer de estar próximo. Só isto, quase; e os todos sacrifícios. Ou – amigo – é que a gente seja, mas sem precisar de saber o por quê é que é."

(Guimarães Rosa)


Corajoso não é aquele que não tem medo. 
Corajoso é aquele que tem medo, mas mesmo assim pula.


Quero e não quero a mesma coisa tantas vezes ao dia, alterno o sim e o não intimamente, tenho dúvidas impublicáveis, e ainda assim me visto com sobriedade, respondo meus e-mails e não cometo infrações de trânsito,sou confiável, sou uma doida.



é preciso entender as artimanhas do tempo:
a hora certa sempre chega.